Existem estudos imparciais comprovando a segurança dos implantes?

Nos anos 90, cerca de 450.000 mulheres dos EUA levaram um dos maiores fabricantes de silicone do mundo (Dow Corning) para o tribunal devido a complicações de saúde após o aumento dos seios (de doença autoimune a câncer de mama). Muitas mulheres perderam a vida devido a complicações de saúde antes de o processo judicial ser resolvido. O tribunal norte americano considerou estes implantes altamente tóxicos!
(Fonte: http://articles.latimes.com/1998/jul/09/news/mn-2215)
Em estudos que seguem no referido processo, a pesquisa descobriu que o silicone era facilmente absorvido pelo corpo (por estudos com animais) e resultou em tumores em até 80% dos ratos que foram testados. (Fonte: http://wps.prenhall.com/wps/media/objects/2468/2527609/case9.pdf))
Em janeiro de 1992 a FDA impôs uma sanção sobre a venda de implantes de silicone, proibindo seu uso no mercado americano. Alemanha, França, Espanha e outros países seguiram o exemplo.
Os fabricantes e os cirurgiões plásticos não perderam tempo para pressionar a FDA contra sanções. As empresas passaram a produzir estudos e mais estudos (financiados por ela de acordo com seus interesses) garantindo acerca da segurança dos implantes, a fim de dar respaldo a novos pedidos de aprovação.
A batalha terminou com a FDA impondo condições ​​às fabricantes. A Allergan e a Mentor receberam ordens para fazer seis estudos de segurança pós-reintrodução dos implantes no mercado, com a exigência de um estudo de longo prazo para acompanhar 40 mil mulheres ao longo de dez anos.
Depois de dois anos, cerca de 40% das participantes do estudo da Allergan sobre aumento de mama haviam desistido. E a Mentor perdeu, depois de três anos, cerca de 80% das suas participantes. A Allergan e a Mentor não sofreram nenhuma consequência por não terem concluído os estudos obrigatórios.
Não obstante, os implantes de silicone estão aí! Eles foram adicionados de volta ao mercado, sem estudos adequados e imparciais de longo prazo.
Diana Zuckerman, Ph.D., esteve envolvida em mais de uma dúzia de investigações afirma: “Não houve pesquisa imparcial financiada pelo governo até recentemente. Praticamente todas as pesquisas foram financiadas pelos fabricantes de próteses
Fonte: https://www.google.com.br/amp/s/apublica.org/2018/11/empresas-omitem-lesoes-causadas-por-implantes-de-mama/%3famp