Atualização pós explante da @boymomforlyfe.s.d:

Após duas semanas de cura, decidi compartilhar minha história. Muitos de vocês provavelmente nem sabem que eu tinha implantes mamários. Eu os adquiri aos 20 anos e os tive por 13 anos. Ninguém nunca me contou os riscos envolvidos ou que eles tinham que ser substituídos a cada 10 anos !!! Nos últimos 6 anos, estive tão doente, com muitos sintomas diferentes, nenhum dos quais os médicos conseguiram descobrir as causas!!! Alguns meses atrás, eu estava lendo um artigo sobre Doenças dos Implantes Mamários ou BII, algo que eu nunca tinha ouvido falar! E, de repente, uma lâmpada simplesmente disparou!!! Todas as mulheres tinham os mesmos sintomas, senão mais, do que eu, incluindo doenças autoimunes!
Todos os dias eu sentia como se estivesse morrendo de uma lenta e dolorosa morte. Um dos meus implantes estava aderido as minhas costelas, razão pela qual eu tinha grandes dificuldades em respirar! Além disso, eu tinha:
Ganho de peso, inchaço, fadiga (tão ruim que, em alguns dias, eu sentia que estava caindo no sono ao volante), dores de cabeça crônica, mãos e pés frios, intolerância ao calor (meu rosto fica vermelho como sangue durante o treino), dor nas costas / pescoço / dor na mandíbula, inchaço nas mãos e pés, problemas de estômago, problemas de pele, meu cabelo arrebentava nas pontas e nunca crescia, meu rosto estava tão inchado o tempo todo, problemas hormonais, ansiedade e ataques de pânico e mais
Faz duas semanas q explanei e estou muito feliz em dizer isso quase todos os meus sintomas desapareceram!! Eu me sinto como se tivesse ganhado um prêmio de um milhão de dólares !!! Meu objetivo em contar minha história é informar as mulheres que estão PENSANDO em colocar implantes que reconsiderem e, por favor, pesquise tudo !!! Se você tem implantes e nunca ouviu falar de BII, exorto-o a procurar !! Os implantes mamários nunca me fizeram sentir bonita, nem ajudaram minha auto-estima, de fato, fizeram tudo menos! Eles me arruinaram. Me arruinou completamente. Todos somos perfeitos e nunca devemos mudar o que temos. Sei que aprendi da maneira mais difícil”.